Veículos elétricos, a revolução elétrica coloca novos desafios aos lubrificantes. Sabe como os lubrificantes os superam?

Compartilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email
Share on tumblr

Os lubrificantes são como os atletas de alta competição, nunca ficam sem desafios. Já mencionámos várias vezes como os avanços na indústria automóvel exigem que os produtos evoluam e acrescentem novas propriedades ao seu reportório. É um preço a pagar para tornar a condução mais eficiente. Neste sentido, os veículos elétricos representam maior dificuldade para os lubrificantes.

Quando ouvimos falar de eletricidade, todos sabemos que é melhor manter os líquidos longe dela, por segurança. No entanto, o que acontece quando um fluido não pode ser impedido de entrar em contacto com ela? Quando esse líquido for necessário para que um dispositivo cumpra a sua tarefa. É precisamente isso o que acontece com os lubrificantes e os veículos elétricos: necessitam de conviver juntos. Por isso, temos que o fazer. Por outras palavras, temos um novo desafio no desenvolvimento de óleos para automóveis.

Um ambiente mais exigente

Os lubrificantes e outros produtos utilizados por veículos elétricos podem entrar em contacto com a eletricidade por estarem muito próximos. Por exemplo, dispositivos de carregamento ou baterias, que concentram uma grande quantidade de energia.

Esta circunstância exige que os lubrificantes utilizados em todos os pontos do veículo devem ter determinadas características que não são necessárias nos veículos convencionais. Além disso, à medida que as baterias são recarregadas com energia elétrica, aquecem durante o processo, logo necessitam de ser arrefecidas. Isto significa que os óleos devem desempenhar duas funções básicas: lubrificar e refrigerar. A questão é que não podem fazê-lo de qualquer maneira.

Entre os elementos que devem ser arrefecidos num veículo elétrico estão as baterias, mas também o motor elétrico ou o inversor. Além disso, existem vários pontos que requerem lubrificação, como o acionamento elétrico, os redutores ou caixa de velocidades. Juntamente com a capacidade de refrigeração destes elementos, os produtos utilizados devem ser isolantes, ou seja, não devem transmitir a eletricidade.

Além disso, as altas temperaturas que ocorrem nas baterias, especialmente em cargas ultra-rápidas, exigem um esforço de arrefecimento extra. Caso contrário, um incêndio pode ser causado. Isto requer que o fluido de arrefecimento seja bastante estável e facilite a troca rápida de calor.

Propriedades dos fluidos para veículos elétricos

Tudo isto requer que os fluidos utilizados em veículos elétricos cumpram uma série de propriedades específicas.

Propriedades dielétricas: isto significa que os fluidos devem ser capazes de evitar a formação de arcos elétricos. Em suma: devem ser dielétricos e atuar como isoladores. Uma propriedade que também deve ser mantida ao longo do tempo, apesar das condições de temperatura, da oxidação do produto, humidade e sujidade que possam entrar ou formar. Isto requer que os óleos sejam muito estáveis e mantenham as suas propriedades dielétricas no máximo.

Compatibilidade com borrachas: os cabos entrarão em contacto com o óleo que, em alguns casos, pode mesmo chegar ao cobre. É por isso que o óleo deve ser compatível com esses materiais.

Estabilidade térmica: os fluidos serão expostos a temperaturas muito elevadas e variáveis. Portanto, devem ser concebidos para intervalos de temperatura que dependam do ambiente em que desenvolvem o seu trabalho. É por isso que o calor produzido nas transferências elétricas exigidas pelo sistema deve ser dissipado. O óleo é parcialmente responsável por esta função. Portanto deve ser capaz de possuir uma estabilidade térmica consistente.

A estes três requisitos dos lubrificantes para veículos elétricos temos de adicionar as propriedades habituais dos óleos que lubrificam as caixas de velocidades e os redutores. Isto significa que são produtos capazes de desempenhar ao mesmo tempo várias funções e fazê-lo de forma satisfatória.

Quer conduza um veículo elétrico ou um veículo com um motor de combustão, deve saber que a qualidade do lubrificante é essencial para o seu desempenho. Os produtos utilizados devem estar adequados às especificações definidas pelo fabricante. Assim sendo o lubrificante corretamente durante o maior de tempo possível.

0
Compartilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email
Share on tumblr

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Utilizamos cookies com o objetivo de prestar um melhor serviço e proporcionar-lhe uma melhor experiência na sua navegação. Ao navegar em nosso website, concorda com a utilização de cookies. Saiba mais sobre nossa Política de proteção de dados e cookies