O que significa libertar fumo branco do escape do seu veículo?

Compartilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email
Share on tumblr

As cores dos gases de escape podem indiciar problemas. Aprenda a reconhecê-los.

São quase parte da nossa família às vezes pensamos que só lhes falta falar. Não estamos a falar dos nossos animais de estimação, mas sim dos nossos carros. Acontece que às vezes comunicam connosco.

Por exemplo, pela cor dos gases emitidos pelo sistema de escape. Sabia que às vezes o fumo branco indica uma avaria? Ou que nem sempre o fumo negro é indicador de um problema?

Todos os veículos com motores de combustão interna geram fumos, que são expelidos para a atmosfera através do tubo de escape. A cor, o cheiro e a densidade dos fumos que emitem, podem fornecer-nos algumas pistas sobre o funcionamento do motor.

Como suspeitar que algo não está a correr bem

Geralmente, os gases de escape dos veículos são incolores ou impercetíveis. No entanto, estes fumos podem ser bastante evidentes, com cheiros e cores característicos: branco, azul ou preto.  

Na verdade, se notar fumo denso com alguma cor ou cheiro anormal, é provavelmente um sinal de que algo não está certo. Mesmo que nenhuma luz de aviso acenda no painel de instrumentos.  

Se isso acontecer, deve prestar atenção ao seu veículo e não deixar passar muito tempo. Caso contrário, o problema agravar-se-á.

Como interpretar as cores do fumo do escape

Vamos ensiná-lo a interpretar a cor dos fumos do seu veículo. Se prestar atenção, saberá se o seu carro tem algum problema e se precisa de verificar o seu estado. Desta vez vamos contar-lhe sobre o fumo branco do escape e quando este pode indicar uma avaria.

Fumo branco ligeiro no escape

Se detetar fumo esbranquiçado quando liga o carro a frio, não tem que se preocupar. É muito comum nestas circunstâncias. Se o fumo é pouco denso, semitransparente e não tem odor característico, não passa de um simples vapor de água.  

Lembre-se de que os vapores de combustão contêm parcialmente vapor de água. É o resultado do processo natural de combustão do combustível. Quando se liga o motor e ainda está frio, parte desse vapor de água entra em contacto com o ar exterior, condensa-se e torna o fumo branco que verá a sair do tubo de escape.

Dependendo da temperatura exterior e da humidade relativa, a densidade desse vapor varia. Ou seja, quanto mais frio e húmido for o ambiente, mais denso será esse vapor. À medida que o motor e o sistema de escape aquecem, a condensação tende a diminuir e o vapor desaparece gradualmente.

Como pode ser difícil distinguir o tipo de fumo emitido pelo carro, aqui fica uma sugestão para ajudá-lo a verificar. Se cobrir o tubo de escape com uma folha de papel branca, o fumo formará gotículas no papel. Se essas gotas evaporarem gradualmente e não deixarem manchas de óleo, saberá que é vapor de água.

Fumo branco persistente no escape

Se observar que o fumo emitido pelo escape do seu veículo é visível e persistente, mesmo num dia ameno, com o motor à temperatura normal de funcionamento, então o problema poderá ser grave.

Como regra geral, o fumo branco persistente é frequentemente um sinal de uma fuga no circuito de refrigeração. Significa que parte do líquido refrigerante está a entrar na câmara de combustão e a ser queimado com o combustível. Portanto, deve verificar o nível do líquido refrigerante.  

Esta é uma avaria que pode ser causada por uma fuga na junta da cabeça ou no bloco do motor. Note que a presença do líquido refrigerante na câmara de combustão reduz a película protetora do óleo nas suas paredes. Isto pode causar desgaste excessivo, devido ao aumento do atrito, aumentando a temperatura do motor acima dos seus níveis de segurança. Além disso, parte deste líquido refrigerante pode chegar ao óleo depositado no cárter e causar uma diminuição da viscosidade do lubrificante, além de o degradar.

Em algumas situações o fumo branco quente pode estar associado a uma mistura pobre de ar e combustível, geralmente por uma maior proporção de ar. Pode ser um sinal de uma avaria no sistema de injeção de combustível. Por vezes, a cor do fumo do escape do seu carro não é branco, mas sim azul ou preto. Numa próxima publicação, dir-lhe-emos o que estas cores indicam sobre o seu estado e como agir se as detetar.

0
Compartilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email
Share on tumblr

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Utilizamos cookies com o objetivo de prestar um melhor serviço e proporcionar-lhe uma melhor experiência na sua navegação. Ao navegar em nosso website, concorda com a utilização de cookies. Saiba mais sobre nossa Política de proteção de dados e cookies